SBB

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

MENSAGEM

Seja paciente
 
      Você é uma pessoa paciente? Quando estamos em dificuldades não vemos a hora de superá-las. Não pensamos em outra coisa. O problema toma conta de nós e não conseguimos deixar de pensar nele. Com esta atitude as coisas acabam piorando. O que fazer então? A paciência é uma virtude. Especialmente quando temos um problema. A paciência nos ajuda a enfrentar a situação de uma maneira mais racional. Mas será que é possível esperar, ter paciência frente aos problemas? Há... um provérbio bíblico que diz “Agir sem pensar não é bom; quem se apressa erra o caminho” (Pv 19.2).
     Por isso, frente a um problema, tenha paciência, pense bem e busque a melhor maneira de superar ou conviver com o problema. Peça a Deus e ele dará a você a paciência. Lembre que Deus está com você.
      Peça a Deus: Bondoso Deus ensina-me a ter paciência para melhor enfrentar os problemas da minha vida. Amém.^
Resultado de imagem para imagens de paciencia
 
      Oração:
     Obrigado, Senhor, por teres me protegido de tantos perigos. Tu me concedeste muitas oportunidades para testemunhar sobre Jesus Cristo. Muitas coisas aconteceram, algumas ruins e outras boas. Ajuda-me a valorizar as coisas boas da vida. Uma dessas coisas boas que eu preciso, Senhor, é a ter paciência. Perdão pelas muitas vezes que não tive paciência Não permitas que eu desanime e deixe de lado a tua Palavra que me orienta neste sentido. Graças te dou por tudo. Amém.

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

NOTÍCIAS

Estudantes recebem autorização para pregação em cultos
Alunos do terceiro teológico do Seminário Concórdia foram aprovados nas disciplinas de Litúrgica e de Homilética.

Estudantes recebem autorização para pregação em cultos
Nesta quinta-feira, 07/12, os alunos do terceiro teológico do Seminário Concórdia, que foram aprovados nas disciplinas de Litúrgica e de Homilética (preparo e anúncio de sermões), receberam autorização para dirigirem cultos e pregarem em congregações da IELB, com a devida supervisão.
Antes do momento devocional, cada aluno recebeu de presente o primeiro talar, doado pela Editora Concórdia, e o cíngulo, doado pela ASAS (Associação de Servas Amigas do Seminário).
Que o bondoso Deus abençoe estes jovens na condução de cultos e no anúncio da Palavra de Deus!

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

MENSAGEM

2º Advento - O fim dos tempos
      Neste segundo domingo de Advento, queremos ocupar-nos com a segunda vinda de Cristo em glória e majestade, para julgar vivos e mortos. Vamos ater-nos às palavras de Jesus.
      Na terça-feira da Semana Santa, após Jesus ter ensinado no Templo em Jerusalém, ele saiu dali à tardinha com seus discípulos e se dirigiu para Betânia, a fim de descansar. Ao passarem, na saída, pelo templo, os discípulos admiraram as majestosas construções e chamaram a atenção de Jesus sobre isso. Ao que Jesus lhes respondeu: Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra, que não seja derrubada (Mt 24.2). Em primeira linha, essas palavras se referiam à destruição de Jerusalém pelo romanos, nos anos 70, mas eram também uma figura do juízo final, sobre o que Jesus tinha falado pouco antes (Mt 23.37-39), a saber de sua volta em glória, para juízo final. Chegando ao monte das Oliveiras, onde descansaram um pouco, os discípulos se achegaram a Jesus e lhe perguntaram: Dize-nos quando sucederão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e da consumação dos séculos (Mt 24.3).  
      Eles haviam aprendido, dos ensinamentos de Jesus, de que o reino de Deus estava a caminho e que este reino significava um novo céu e uma nova terra, e que este mundo, com tudo o que nele existe, estava a caminhos do fim. Daí a pergunta: Quando virá o fim? Que sinais o anunciarão?
       Jesus dirigiu os olhos de seus discípulos para o futuro (Mt 24.4-13). Esta visão se diferencia muita da visão que as pessoas têm do futuro. Vejam, estamos novamente diante do fim de um ano. Como o mundo olha para o futuro e o que esperam? Prosperidade, dias melhores que a maravilhosa ciência e tecnologia lhes promete. De fato a tecnologia nos proporcionou muitas facilidades, mas sempre depende do espírito de quem as usa. Se for um espírito mau, ela será usada para poluição, destruição e guerras. Se é o Espírito de Deus, será usada para o bem da humanidade. Será que no futuro o bem vencerá o mal ou será o contrário? Basta abrir um jornal ou escutar as notícias e teremos a resposta.
       As promessas de Jesus, porém, quanto ao futuro são bem diferentes do que as aspirações do mundo. Nós estamos, nesses tempos finais, em meio a uma terrível guerra entre Satanás e Deus.
       Sabemos que o diabo foi vencido. Ele perdeu suas melhores armas, de acusar os cristãos diante de Deus e exigir sua condenação conforme a lei. Agora ele não pode mais acusar os fiéis diante do trono de Deus (Ap 12.10). Cristo venceu pecado, morte e a Satanás. Jesus é nosso advogado diante do Pai (1 Jo 2.1). O diabo foi expulso de diante da presença de Deus. Ele luta agora desesperadamente aqui na terra, à qual ele precipitou pela queda de Adão e Eva em pecado. Nesta amarga luta, ele mobiliza todas as forças para manter a humanidade no pecado, para arrancar as pessoas da fé, como o apóstolo João o revela no seu livro Apocalipse. As guerras são cada vez mais cruéis, as perseguições aos cristãos se espalha pelos países. A agressão à palavra de Deus é cada vez mais ousada e sofisticada pelos meios de comunicação. O poder de gerar dúvidas com respeito à palavra de Deus nos jovens é cada vez mais agressiva.
       O que Jesus disse com respeito aos tempos do fim tem hoje grande significado para nós. Cada dia acontecem coisas novas que apontam para catástrofes. Cristãos, em grande maioria, estão abandonando a fé cristã. Mesmo que aqui ou acolá surja um reavivamento – pelo que somos gratos a Deus – mas o cumprimento dos sinais indicados por Jesus, de forma cada vez mais intensa e ampla estão nos dizendo: O fim está próximo.
       Alguns temem uma catástrofe atômica. Mas Jesus disse: Esta geração não passará, antes que isto aconteça (Mt 24.34). De modo que não são os homens com suas armas que provocarão o fim do mundo. Um dos sinais , indicados e registrados em Apocalipse é que Gogue e Magogue, inimigos opostos de Cristo, se darão as mãos e dirão: Agora vamos dar um fim ao cristianismo (Ap 20.7-10), então virá o fim, o juízo final. Isto nos mostra que haverá cristãos, mesmo que seja um pequeno grupo, até o final e os inimigos tentarão eliminá-los, então Cristo aparecerá em grande glória, para o juízo final e redimir sua igreja.
       Alguns acham sua vinda demorada (2 Pe3.8,9). A contagem dos dias para Deus, no entanto, é diferente da nossa. Mil anos para ele são como um dia. Se ele prolonga o tempo da graça é para que mais pessoas sejam alvas. Quando o último dos eleitos chegar à fé, virá o fim (Mc 13.20; Ap 7.4).
       Aos que vivem nesses dias finais, Jesus dá uma advertência: “E por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos. Aquele, porém, que perseverar até ao fim, este será salvo. E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então virá o fim” (Mt 24.12-14). Por isso: “Acautelai-vos por vós mesmos, para que nunca vos suceda que os vossos corações fiquem sobrecarregados com as consequências da orgia, da embriaguez e das preocupações deste mundo, e para que aquele dia não venha sobre vós repentinamente como um laço. Pois, há de sobrevir a todos os que vivem sobre a face de toda a terra. Vigiai, pois, a todo tempo, orando para que possais escapar de todas estas coisas que tem de suceder, e estar em pé na presença do Filho do homem” (Lucas 21.34-36).
       Jesus disse: Ninguém sabe quando será este dia, somente o Pai (Mc 13.32). Portanto toda a especulação a respeito é inútil. Valem, no entanto, para todos nós as advertências de Jesus: “O que, porém, vos digo, digo a todos: Vigiai!” (Mc 13.37) E: Quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição... Nós, porém, que somos do dia, sejamos sábios, revestindo-nos da couraça da fé e amor, e tomando como capacete, a espada da salvação (1 Ts 5.3,8).
       Naquele dia Jesus dirá aos fiéis: “Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei: entre no gozo do teu Senhor” (Mt 25.21). Advento é tempo de espera. Nas crianças cresce a expectativa pelo Natal. Que cresça em todos nós a expectativa pela vinda de Cristo em glória. Abençoado tempo de Advento no aguardar da volta em glória de nosso senhor Jesus Cristo. Amém.
    
                                                     
                                                               Horst R. Kuchenbecker

domingo, 10 de dezembro de 2017

MENSAGEM

Coisas urgentes e coisas importantes

“E João atravessou toda a região do rio Jordão, anunciando esta mensagem: Arrependam-se dos seus pecados e sejam batizados, que Deus perdoará vocês” (Lucas 3.3).
Estamos nos aproximando de mais um período de Natal e de final de ano. Apesar da correria desta época, é importante lembrarmos que em nossa vida há coisas urgentes e coisas importantes. As urgentes são aquelas que precisamos fazer porque os prazos já estão no limite ou a...té já passaram. As importantes são aquelas coisas que nos fazem viver.
Deus sabe que todos os seres humanos acabam por dedicar mais atenção às coisas urgentes do que para as importantes. Todos correm feito loucos atrás de dinheiro, poder, glória, louvor, cargos, passeios, etc.
Mas, isso não é o mais importante. Por isso, no evangelho de Lucas, capítulo 3, versículo 3, lemos que Deus mandou João Batista anunciar uma mensagem muito importante para todo o mundo: “Arrependam-se dos seus pecados e sejam batizados, que Deus perdoará vocês”.
Os seres humanos precisam dessa mensagem, pois estão sobrecarregados com coisas urgentes que tiram o sentido da vida e os afastam cada vez mais do Senhor Deus.
Por isso, quando nos aproximamos de mais um Natal e queremos recordar o amor e a paz que recebemos por meio do Salvador Jesus Cristo, o menino nascido em Belém, é preciso refletir nas palavras de João Batista: “Arrependam-se dos seus pecados”.
O arrependimento é o segredo para receber o perdão de Deus, o perdão que nos garante a vida, uma vida que é eterna.
Por isso, não deixe que as coisas urgentes do seu dia a dia estraguem aquilo que você tem de mais precioso: a sua vida. Procure achar um tempo para meditar sobre o maior presente que você recebeu de Deus e, assim, descobrir que o mais importante é algo que recebemos de presente: o perdão e a paz que só Deus pode nos dar.
Oremos: Senhor, amado Deus, ajuda-nos a viver com os olhos voltados para o teu perdão e o teu amor, o qual nos ofereces por meio de Jesus Cristo, teu Filho. Amém. (HL

sábado, 9 de dezembro de 2017

NOVOS PASTORES DA IELB- 2017

Formandos de Teologia de 2017 visitam Centro Administrativo da IELB
Os 19 formandos do Seminário Concórdia foram recebidos pela Diretoria Nacional e participaram do programa Entre Elas e Deus, da rádio Cristo para Todos

Formandos de Teologia de 2017 visitam Centro Administrativo da IELB

Formandos com a Diretoria Nacional da IELB




Os 19 formandos do curso de Teologia do Seminário Concórdia, de São Leopoldo, RS, foram recebidos pela Diretoria Nacional da IELB, nesta terça-feira, 28/11. Acompanhados de seus familiares, os futuros pastores da IELB vieram ao Centro Administrativo, em Porto Alegre, RS, onde participaram, primeiramente, do programa Entre Elas e Deus, da rádio Cristo para Todos.
Em uma live transmitida pelo Facebook da rádio da IELB (assista aqui), as apresentadoras Aline Koller, Silmari Carvalho e Tânia Kopereck conversaram com os formandos, apresentando-os e convidando a todos para acompanharem o Culto do Chamado e Designação dos Estagiários, que será transmitido ao vivo pela CPT, na sexta-feira, 01/12, às 17h. Ouça aqui.
Em seguida, os convidados se dirigiram para uma conversa com a Diretoria Nacional, que acontece tradicionalmente, todos os anos, a fim de que os formandos conheçam a estrutura da IELB e também tenham uma aproximação com a Diretoria Nacional.
 
Conheça os formandos de 2017:
Nome: Argel Filipe Borstmann Soares
Nascimento: 21/05/1994
Naturalidade: Candelária, RS
Estado Civil: Solteiro
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “No aguardo pelo primeiro chamado pastoral e pela oportunidade de ser um instrumento nas mãos de Deus para levar e anunciar o Seu consolo de perdão e salvação diariamente”.
 
Nome: Artur Charczuk
Nascimento: 23/07/1978
Naturalidade: Porto Alegre, RS
Estado Civil: Casado com Januária Rodrigues da Silva
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “Estou entusiasmado, porque meu serviço é voltado para Cristo. Ele será o meu guia. Tudo para o bem de seu povo”.
 
Nome: Decio Mittmann
Nascimento: 11/04/1960
Naturalidade: Mondaí, SC
Estado Civil: Divorciado (três filhos adultos)
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “Corresponder às expectativas da minha Igreja em atender ao chamado com alegria e muita fé em Cristo”.
 
Nome: Fagner Lopes Haese
Nascimento: 21/02/1991
Naturalidade: Boa Esperança, ES
Estado Civil: Casado com Kauany Esther Rosa
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “Espero poder encontrar uma Congregação receptiva, disposta a me receber como membro de uma família congregacional, como irmão em Cristo”.
 
Nome: Felipe Alberto Tischler
Nascimento: 08/05/1993
Naturalidade: Medianeira, PR
Estado Civil: Solteiro
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “Poder corresponder ao trabalho da Congregação com foco sempre em Cristo”.
 
Nome: Gabriel Schmidt Sonntag
Nascimento: 13/12/1993
Naturalidade: São Paulo, SP
Estado Civil: Casado com Polyana Schulz
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “Ansioso para começar o trabalho, encontrar um local para construir um relacionamento próximo e feliz com as pessoas”.
 
Nome: Gean Paulo de Oliveira
Nascimento: 03/11/1983
Naturalidade: Mantena, MG
Estado Civil: Casado com Monalysa Velten de Sousa
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “Pôr em prática todas as coisas que aprendi, contribuindo para o crescimento da Igreja e a comunhão com as pessoas”.
 
Nome: Guilherme Hampel
Nascimento: 15/10/1990
Naturalidade: Santo Ângelo, RS
Estado Civil: Casado com Dayana de Souza
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “Colocar em prática todo o estudo acumulado até aqui e poder anunciar Cristo para todos”.
 
Nome: Guilherme Langer Mielke
Nascimento: 08/04/1994
Naturalidade: Hulha Negra, RS
Estado Civil: Casado com Ivana Jordão
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “A grande expectativa que surge neste momento é colocar em prática o Evangelho através do trabalho pastoral”.
 
Nome: Josué Malakoske
Nascimento: 26/01/1993
Naturalidade: Afonso Cláudio, ES
Estado Civil: Casado com Silvia Grünewald
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “Encontrar uma segunda família (congregação) para proclamarmos juntos o Evangelho e a mensagem da salvação”.
 
Nome: Lucas Pinz Graffunder
Nascimento: 16/11/1989
Naturalidade: Canguçu, RS
Estado Civil: Casado com Patrícia Wendt Schmidt
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “Seja feita a vontade de Deus”.
 
Nome: Lucas Rodrigo Lenz
Nascimento: 13/12/1993
Naturalidade: Planalto, PR
Estado Civil: Solteiro
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “Levar e ensinar a Palavra de Deus no lugar onde Ele me colocar”.
 
Nome: Marcelo Beck
Nascimento: 14/05/1983
Naturalidade: Novo Hamburgo, RS
Estado Civil: Casado com Tamires Simara Mesck (um filho de 6 anos)
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “É de que o chamado que recebemos seja tão abençoado quanto os outros dois chamados que já tenho: de marido e de pai”.
 
Nome: Marco Aurélio Silva de Assis
Nascimento: 15/04/1966
Naturalidade: Porto Alegre, RS
Estado Civil: Casado com Eliana Silveira (dois filhos, de 24 e 16 anos)
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “Corresponder ao chamado segundo meus dons, realizando o trabalho da melhor maneira possível”.
 
Nome: Neander Freitag
Nascimento: 28/12/1993
Naturalidade: Quatro Pontes, PR
Estado Civil: Solteiro
Expectativa em relação ao ministério: “Saber sempre que a graça de Deus persegue e ampara aqueles que Ele chamou e vocacionou para anunciar a salvação pela cruz”.
 
Nome: Rodrigo Littig da Silva
Nascimento: 03/07/1992
Naturalidade: Domingos Martins, ES
Estado Civil: Solteiro
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “Encontrar uma família congregacional de braços abertos para me receber. E também irmãos sedentos pela palavra de Deus, dispostos a trabalhar pela proclamação do Evangelho”.
 
Nome: Sergio Mauro Braga Jr.
Nascimento: 09/12/1990
Naturalidade: Porto Alegre, RS
Estado Civil: Casado com Layara Sousa da Costa (uma filha de 3 anos)
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “São as melhores possíveis! Quero encontrar uma família congregacional, onde possamos juntos levar a Palavra de Deus a todas as pessoas que estão sedentas pela mesma”.
 
Nome: Tiago Martinho Arndt
Nascimento: 13/09/1985
Naturalidade: Erechim, RS
Estado Civil: Solteiro
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “Colocar à disposição da Igreja aquilo que recebi de Deus”.
 
Nome: Willian Evaldo
Nascimento: 23/11/1994
Naturalidade: Peabiru, PR
Estado Civil: Casado com Carine Zimmermann
Expectativa em relação ao ministério pastoral: “Cumprir com aquilo que me foi confiado: pregar a Palavra!”.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

NOTÍCIAS DA IGREJA LUTERANA DE ANGOLA

Presidente da Igreja em Angola compartilha bênçãos com a IELB
Rev. Benjamim Nzuzi Mavungo defendeu sua dissertação de Mestrado no Seminário Concórdia e conversou com a Diretoria Nacional nesta quarta-feira
Presidente da Igreja em Angola compartilha bênçãos com a IELB





              No Brasil para defender sua dissertação de Mestrado, realizada no dia 28/11, no Seminário Concórdia, sob o tema “A Problemática da Identificação Luterana Confessional em Cabinda, Angola – Análise e Perspectiva de Soluções”, o presidente da Igreja Luterana Confessional em Angola (ILCA), Rev. Benjamim Nzuzi Mavungo, esteve reunido com a Diretoria Nacional nesta quarta-feira, 29/11.
Após dirigir o momento devocional, feito em conjunto com os funcionários do Centro Administrativo da IELB, com base
 no texto de Lucas 1.31-38,
que trata sobre a anunciação do nascimento de Jesus, o reverendo conversou com a Diretoria Nacional sobre a sua conclusão do Mestrado no Seminário Concórdia, em São Leopoldo, RS, e o trabalho em Angola.
O pastor Mavungo falou sobre as bênçãos no trabalho, mostrando vídeos dos cultos e apresentações de belos corais. Informou que atualmente a ILCA possui cerca de 1.200 membros, sendo que na celebração dos 500 anos da Reforma Luterana, participaram 1.050 pessoas. E destacou que 22 alunos estão matriculados no programa de Educação Teológica por Extensão (ETE).
Apresentou as necessidades que existem na missão, sendo a principal delas a construção de capelas para atender os nove locais que existem atualmente e a conclusão das dependências do Seminário. Em alguns lugares, os membros se reúnem embaixo de espaços improvisados com cobertura feita de folhas de palmeira. “A IELB para nós é pai e mãe, e agradecemos pelo que está sendo feito. E não queremos trabalhar sozinhos, mas sempre em conjunto com a Igreja do Brasil”, pontuou.
Ele colará grau na formatura do Seminário, no dia 09/12. A Diretoria Nacional parabeniza o pastor Mavungo por mais esta conquista e bênção no ministério.